SÃO BASÍLIO MAGNO E SÃO GREGÓRIO NAZIANZENO - Bispos e Doutores da Igreja

Em 02 de janeiro celebra-se a memória dos bispos São Basílio Magno (330-379) e São Gregório Nazianzeno (329-390). São dois importantes personagens para a história da Igreja, que junto com São Gregório de Nissa (335-395) são os Padres da Igreja chamados de “os três capadócios”, os quais, tiveram decisivos papeis dentro do contexto da controvérsia cristológica no Concílio Ecumênico de Constantinopla.

Vida: “Ó homem, “dá-te conta da tua grandeza considerando o preço que custaste: olha para o preço do teu resgate, e compreende a tua dignidade!” (São Basílio Magno). Essa frase de São Basílio expressa aquilo que foi sua vida, verdadeira entrega a Jesus Cristo e sua Igreja. Nasceu em 329 na região da Capadócia, atual Turquia.
Membro de uma família de santos, Gregório de Nissa, citado acima, é seu irmão, além dele há outro irmão chamado Pedro de Sebaste, também sua mãe, Amélia, seus avós e sua irmã Macrina foram elevados às honrarias da santidade pelo testemunho de seguimento ao Senhor. Aliás, foi sua irmã a grande incentivadora da sua vocação religiosa. Sua formação aconteceu nas cidades de Atenas e Constantinopla. Tornou-se monge e escreveu uma obra, dentre várias que escreveu ao longo de sua vida, por nome Constituições, que foi utilizada por vários mosteiros como regra de vida monástica. Foi ordenado sacerdote em 363 na cidade de Cesareia na Capadócia, sua cidade natal e em 370 foi ordenado bispo, atuando na própria cidade. Na prática pastoral vivia o zelo da caridade evangélica, fundou hospital, casa de repouso para idosos e orfanato. Era um excelente pregador e vivia a missão profética capaz de enfrentar até mesmo o governador da cidade de Cesareia com sua pregação e forma inteligente de pregar o evangelho.

"Basílio santo, nasceu entre os santos. Basílio pobre viveu pobre entre os pobres. Basílio, filho de mártires, sofreu como um mártir. Basílio pregou sempre; com seus lábios e com seus exemplos, e seguirá pregando sempre com seus escritos admiráveis" (São Gregório Nazianzeno) - Essas são palavras do seu amigo São Gregório Nazianzeno no discurso no dia do seu sepultamento acontecido no ano de 379.

Gregório nasceu em Arianzo, Capadócia em 330. Filho de família nobre, estudou Retórica, Filosofia e Teologia. Conheceu São Basílio quando estudava em Cesareia. Foi batizado no ano de 358. Viveu algumas experiências religiosas-eremíticas com o amigo. Foi ordenado sacerdote no ano de 361. Após trabalhar pastoralmente na sua cidade natal foi para Constantinopla para auxiliar na luta contra as correntes arianas, seitas heréticas do período das primeiras crises cristológica da Igreja. Não é à toa, que se tornou bispo local no primeiro Concílio geral de Constantinopla em 381, no entanto, os bispos do Egito e Macedônia confrontaram tal decisão e Gregório voltou para Nazianzo realizando trabalhos pastorais, depois foi para a terra natal Arianzo para viver dedicado à vida de estudos e ascética.

“Sede como luzes no mundo, isto é, como uma força vivificante para os outros homens”. (São Gregório Nazianzeno) Padres Capadócios: Os Padres Capadócios tiveram grande importância no Concílio de Constantinopla no ano de 381. Desse Concílio surge o símbolo Niceno-Constantinopolitano, em que a Igreja ratifica e dá os retoques finais no que fora tratado no Concílio de Niceia (325) a respeito do combate à heresia ariana que afirmava não crer na natureza divina de Cristo e no Semiarianismo surgido pós Concílio de Nicéia afirmando que a substancia do Filho é semelhante à do Pai e não a mesma. Além disso, este Concílio combate a heresia dos Peneumatomacos - Grupo que afirma que o Espírito Santo é subordinado ao Pai, e portanto não é da mesma substância. Por isso o Concílio, no símbolo, quando afirma “Cremos no Espirito Santo” acrescenta: "Senhor que dá a vida e procede do Pai, e com o Pai e o Filho é adorado e glorificado, Ele que falou pelos Profetas". Os Padres Capadócios foram os responsáveis por continuar o que Santo Atanásio, bispo de Alexandria, já havia começado no Sínodo de Alexandria em 362, ratificar o uso do termo homousios que em grego significa da mesma substância, e não semelhante a ela, tanto no Filho como no Espírito. Portanto, esses dois personagens que se celebra no dia dois de janeiro marcaram a história da Igreja.

São Basílio e São Gregório Nazianzeno, rogai por nós! 

SECRETARIA PAROQUIAL

Segunda à Sexta-feira: 8h30 às 12h00 e 14h00 às 17h30
Sábado: 8h30 às 12h00 e 14h00 às 16h00
A secretaria está fechada aos domingos e feriados

ENDEREÇO

Rua Santo Afonso, 199
Penha de França - SP
Telefone: (11) 2295-4462