html site templates

A FESTA

A Festa da Penha foi um dos maiores acontecimentos da São Paulo de outrora, atraindo centenas de milhares de romeiros vindos dos mais diversos pontos da Capital e de outros lugares, numa magnífica manifestação de religiosidade popular (com o pagamento de promessas e uma das maiores procissões da época) e de diversões profanas, que refletiam e interferiam em todo o cotidiano da cidade, desde a rede de transporte público (bondes e trens) até a rede hoteleira e comercial. Escolas da região realizavam desfiles cívicos e os demais setores do bairro empenhavam-se em participar das festividades em louvor à Padroeira e em comemoração ao aniversário da Penha de França.

O dia 08 de setembro chegou a ser considerado, antigamente, “feriado e dia santo” no bairro da Penha, ocasião em que as escolas do bairro suspendiam as aulas e o comércio local não abria suas portas (exceto os pontos de venda de artigos religiosos).

Barraquinhas de comida e bebida ficavam espalhadas por todo o Largo do Rosário, e o entorno do Santuário e as ruas próximas eram decorados e iluminados para receber os romeiros, que lotavam o Bairro dos Milagres, num constante vai e vem.

As conhecidas Avenidas Rangel Pestana e Celso Garcia foram abertas, entre outras razões, para facilitar o afluxo dos romeiros ao Santuário da Penha, ligando o centro da Cidade ao “Bairro dos Milagres”. Por essa avenida desfilavam, durante o dia 08 de setembro, uma série de carros ornamentados, carroças e outros veículos repletos de romeiros, que “viajavam”, com grande expectativa, ao Santuário da Penha para participar das Festividades.

Até o século passado, terminada a Festa de Nossa Senhora da Penha, tinha início a Festa em honra do Divino Espírito Santo, que, depois da Festa da Padroeira e da Semana Santa, era o evento que mais congregava fiéis.

A Festa da Padroeira de 1967 foi particularmente grandiosa por comemorar os 300 anos de devoção à Virgem da Penha em São Paulo e o tricentenário do bairro homônimo. Durantes essas comemorações foi inaugurada a iluminação pública a mercúrio da Rua Santo Afonso e da Praça Nossa Senhora da Penha.

A Festa de Nossa Senhora da Penha em São Paulo, realizada há mais de três séculos no dia 08 de setembro, ainda é uma das grandes manifestações de religiosidade popular da cidade. A comemoração consta no Calendário de Datas Oficiais da Cidade de São Paulo.

A grande Festa do dia 08 de setembro é precedida por uma Novena Solene realizada na Basílica em dois horários.

As comemorações do dia 08 atraem fiéis devotos da região, de vários pontos da cidade e de outros lugares do país. Milhares de pessoas acorrem à Penha durante todo o dia para participar das diversas missas, confessar-se, visitar a imagem milagrosa, agradecer ou pedir graças e manifestar seu amor filial e louvor à Mãe de Deus. O momento máximo da Festa é, à noite, a grande procissão e a Missa Solene, normalmente televisionada.

Constam na programação recreativa uma série de eventos, como quermesse, bingo, shows e queima de fogos. Além disso, uma série de outros eventos culturais são realizados por diversas entidades da região para celebrar a Padroeira e comemorar o aniversário do bairro, que também acontece aos 08 de setembro. 
Endereço

Rua Santo Afonso, 199
Penha de França - SP
Mapa da localização

Secretaria

Seg. a Sex.:  8h30 às 17h30
Sábado: 8h30 às 16h00
(domingos e feriados fechada)

Contato

Fone: (11) 2295-4462